Chinanews——
葡萄牙分社

Museu do Palácio da China abre nova sucursal para exibir tesouros estrangeiros

 

O Museu do Palácio, com sede em Beijing, também conhecido como a Cidade Proibida, abriu uma nova sucursal no sábado para exibir as antiguidades estrangeiras na ilha turística de Gulangyu, na Província de Fujian, no sudeste da China.

Os 219 itens estrangeiros em exposição, a maioria dos quais acessíveis ao público pela primeira vez, caracterizam-se por porcelanas da Europa a Japão, caixinhas de rapé importadas do Oeste, tecidos, móveis e instrumentos científicos usados no palácio imperial.

O Museu do Palácio tem colecionado um grande número de relíquias culturais estrangeiras, incluindo pinturas, objetos laqueados, cerâmicas, relógios e instrumentos científicos, mas aqueles em exibição respondem por menos de 6% do total, de acordo com o diretor do museu Shan Jixiang, acrescentando que a maioria dos itens são guardados em armazéns.

As relíquias estrangeiras serão movidas gradualmente ao novo museu que cobre mais de 10 mil metros quadrados, disse Shan.

"Os objetos são provas dos intercâmbios culturais abundantes entre a China e os outros países ao longo dos séculos", acrescentou ele.